Pesquise neste blog

segunda-feira, 21 de abril de 2014

As vantagens que a doença nos traz - Vamos falar a verdade para nós, ao menos uma vez.



Vamos ser realista quanto as doenças que temos, dizer a verdade para nós mesmo ao menos uma vez. Nós adoramos nossos problemas de saúde. Ao menos a maioria deles. Nós os usamos muito bem para sentirmos pena de nós mesmos e atrair a atenção do outro para nós. As raras ocasiões em que não adoramos está doentes, é quando acreditamos que nossas doenças estão indo longe demais. 

Muito mais longe do que imaginamos que ela iria quando a criamos. Sim porque como hoje é o dia de falarmos a verdade para nós, temos que admitir, que todos os problemas de saúde que temos foi criado por nós. Atualmente essa é uma verdade da qual até os médicos convencionais estão cientes de que somos nós que nos tornamos doentes.

Quando comecei a escavar minhas entranhas, por achar que minha doença estava indo longe demais, tive que admitir tudo isso para mim, antes de encontrar um meio de resolver o problema. É óbvio que o fazemos na maioria das vezes de forma bastante inconsciente, por isso quando adoecemos é como se algo tivesse acontecido fora do nosso controle, e não que tivéssemos feito algo para que a doença surgisse em nós. 

Na verdade vivemos de forma bastante inconsciente a maioria do tempo, em todos os sentidos..
Fumamos e depois nos perguntamos porque temos um enfisema pulmonar ou um câncer de pulmão. Ingerimos carnes, gorduras, e nos perguntamos porque nossas artérias estão bloqueadas. Sentimos raiva durante toda a nossa vida e nos perguntamos porque temos um ataque cardíaco. Competimos com os outros impiedosamente e sob uma incrível tensão, e depois nos perguntamos porque tivemos um derrame cerebral. 

A verdade não nos parece óbvia, mas é.
A preocupação é sem dúvida alguma a pior forma de atividade mental que existe. Depois da raiva que é autodestrutiva. A preocupação além de tudo é inútil. É uma energia mental desperdiçada. E cria reações bioquímicas que prejudicam todo o nosso corpo, provocando desde indigestão até uma parada cardíaca., além de outras muitas consequências. 

Se conseguirmos parar de nos preocuparmos de imediato teremos melhorado nossa saúde como um todo.

Na verdade nos preocupamos por não entendermos nossa ligação com a vida. 

O ódio também envenena nosso corpo e seus efeitos são praticamente irreversíveis. Assim como o medo que destrói além do nosso corpo a nossa saúde mental. 

A preocupação, o ódio, o medo, junto com todas as suas ramificações que são: a ansiedade, a amargura, a impaciência, a avareza, a crueldade, o espírito critico, e a condenação, atacam o nosso corpo no seu nível celular. É impossível ter um corpo saudável nessas condições. 

Do mesmo modo em um grau um pouco menor agem a vaidade, o comodismo e a ganancia que levam a doenças físicas ou mesmo a falta de bem estar. Nossa mente cria todas as doenças primeiro para depois elas aparecerem em nosso corpo. 

Todos nós somos na verdade cancerosos mentais. Nossa mente está sendo corroída por pensamentos negativos. Alguns deles nos foram impostos. Mas muitos fomos nós que os criamos, que fizemos com que aparecesse e depois nos fixamos neles por tempo demais, até mesmo por anos a fio.  E depois nos perguntamos: Porque estamos doentes?

Podemos resolver a maioria dos nossos problemas de saúde, resolvendo nossos problemas emocionais. Se mudarmos a forma como pensamos vamos mudar o foco dos nossos problemas também, e isso sem duvida alguma vai curar a maioria se não todas nossas doenças. 

Nos cuidar melhor sem duvida também irá ajudar bastante.
Dê atenção ao seu corpo, nós cuidamos melhor do nosso carro do que do nosso corpo. Maltratamos nosso corpo, quando não o exercitamos, e por isso o deixamos flácido e fraco. Não o alimentamos adequadamente, o enfraquecendo ainda mais. E o enchemos de toxinas e venenos vazios e das substancias mais absurdas que aprendemos através da mídia a achar que são alimentos. E mesmo assim essa maquina fabulosa corre para nós, segue em frente bravamente apesar de todas as agressões que sofre. 

As condições que pedimos para que nosso corpo sobreviva, são terríveis, mas não fazemos nada em relação a melhorar essas condições. Sabe porque não agimos?

Porque não temos vontade de viver. E somos covardes demais para admitir isso, então vamos nos matando aos pouco.

Eu sei que a maioria das pessoas tem medo de ouvir isso, mas é a verdade. Preferimos muitas vezes viver no sonambulismo. Mas essa é a realidade. Não temos vontade de viver, sentimos medo da vida. 

Seu comentário é importnate para meu trabalho, deixe-o aqui.
Muito obrigado!
Fátima Jacinto
Postar um comentário
Custom Search