Pesquise neste blog

sexta-feira, 2 de maio de 2014

Narcisismo um problema de todos nós...



O que tem nos transformado em uma sociedade narcisista? Será que são as redes sociais? Porque as pessoas acham que o que elas estão fazendo é mais importante do que o que as outras fazem? Até nossas crianças hoje estão totalmente autocentradas. As pessoas estão cada vez mais se achando melhores do que todo o mundo e para confirmarem isso estão rebaixando o outro.


Não é preciso ser nenhum pesquisador para comprovar que isso já vem acontecendo a algumas décadas. Basta olharmos para nossas musicas a três décadas atrás e para as que estão aqui hoje. Hoje a tendência nas letras musicais é a hostilidade e o narcisismo. As letras musicais hoje não falam de “nós” e “nosso”. Apenas de “eu” e “meu”. Hoje não ouve mais musicas falando em solidariedade e em emoções positivas, as palavras de ordem são sempre sobre ira, sexo, comportamentos antissociais como o “ódio” e “matar”. 

Sem a menor duvida tudo isso tem contribuído para o que eu chamo de “Epidemia do narcisismo”. 

Nós nos transformamos em sociedade de pessoas egoísta e pretensiosas, que só se interessam por poder, sucesso, beleza e em se tornarem importantes. 

A coisa tem tomado um tal caminho absurdo, com a nova onda do selfie, que se alguém desconhecido estiver em uma situação de risco, e as pessoas em volta tiverem que escolher entre ajudar e ou fotografar, a opção de escolha tem recaído sobre a fotografia. E triste aterrador mas verdadeiro.

Estamos com nosso ego tão inflado que acreditamos ser superiores mesmo quando não estamos contribuindo com nada de relevante nem produzindo algo de valor?

Mas sempre que lemos um texto como esse, sabe o que pensamos, tudo isso é com os outros, não comigo é claro. E esse é exatamente o problema. Será que não é mesmo comigo?

É muito tranquilizador termos uma explicação, principalmente quando temos uma que faça com que nos sintamos melhores a respeito de nós mesmo, e depositemos toda a culpa nos outros.

Alias sempre ouço falar em narcisismo ele vem acompanhado de desprezo, raiva e julgamentos. 

Parece que queremos “curar” os narcisistas colocando os em seus devidos lugares. É como se disséssemos: “ Esses egocêntricos têm que saber que não são especiais, que não estão com essa bola toda, que não são os reis da cocada preta e precisam descer do salto alto” 

O que não conseguimos compreender é que o está determinando isso em nossa sociedade e em nós, é o medo terrível que sentimos da humilhação. O que significa que não iremos consertar o narcisismo de ninguém colocando-o em seu lugar, ou seja, lembrando-o de suas imperfeições e de sua mediocridade. Já que é a humilhação que causa esses comportamentos não será ela a cura deles. 

Na realidade quando rotulamos estamos sendo mais prejudiciais do que utíl para a cura e a mudança. 

Não estou falando aqui de culpar o sistema, já que acredito que temos que nos responsabilizar por nossos atos e comportamentos sejam eles quais forem. Mas temos que entender as causas para uma possível solução de como lidar com o problema. Que é grave não nos resta mais nenhuma duvida. 

Que tal se olharmos o problema pela lente da vulnerabilidade? Por exemplo, quando olhamos o narcisismo pela lente da vulnerabilidade vamos enxergar o medo da humilhação de ser ser alguém comum. Vamos também enxergar o receio que a pessoa tem de nunca se sentir bom o bastante para ser notado, amado, aceito ou para perseguir um objetivo. 

Muitas vezes o simples ato de humanizarmos um problema lança uma importante luz sobre ele.

Pense nisso!
Seu comentário é importante para meu trabalho, cdeixe-o aqui.
Muito obrigado!
Fátima Jacinto 

Postar um comentário
Custom Search