Pesquise neste blog

segunda-feira, 28 de abril de 2014

Sempre existem "boas" razões para que as vitimas criem seus dramas...



As vítimas sempre encontram boas razões para o seu drama. Se uma mulher perdoa um marido que a agrediu é porque o perdão é uma virtude espiritual, certo?

Se alguém tolera um vício é porque tolerância e aceitação são virtudes espirituais.

Mas essas vítimas estão atraindo o sofrimento deliberadamente, o que acaba se tornando impotência. Existem agressores, viciados, furiosos, controladores e tiranos suficientes para drenar o poder de qualquer pessoa que se ofereça para desempenhar o papel de vítima.

Quebra de padrão: Antes de mais nada, perceba que seu papel é voluntário. Você não é vítima do destino ou da vontade de Deus. A ideia de que o sofrimento bomé sagrado pode ser verdade para os santos, mas, na vida cotidiana, continuar sendo vítima é uma péssima escolha. 

Mude suas escolhas. Reconheça que você foi programado para ser seu carrasco e faça alguma coisa para sair dessa situação. Não adie o que precisa ser feito nem racionalize. Se se sentir agredido, magoado, desprezado, enfrente a verdade e caia fora o mais rápido possível.

Temos que nos aprontar para a mudança. Nos tornar nossos próprios conselheiros e condutores de nossas vidas. 

Precisamos querer criar a mudança que desejamos em nossa vida, e sermos responsáveis por isso.  Não é pensar que precisamos mudar, mas que que temos que mudar. O “deve”, “deveria” não irá fazer com que você mude nada. Apenas quando você decide que “tem” que mudar, que a vida que está levando não é de forma alguma a que você deseja, a mudança irá acontecer.

Nós somos a fonte da mudança em nossa vida, não há nada que possa mudar isso, encontrar culpados para nossos problemas de relacionamentos ou em qualquer outra área, não irá ajudar em nada. Querer essa mudança do fundo da nossa alma isso sim irá te colocar sem duvida no caminho certo. 

Acredite você pode! 

Seu comentário é importante para meu trabalho, deixe-o aqui.
Muito obrigado!
Fátima Jacinto 
Postar um comentário
Custom Search