Pesquise neste blog

segunda-feira, 28 de abril de 2014

Ansiedade a doença moderna que mais cresce. Qual a solução?



A ansiedade generalizada se transformou em uma das doenças modernas que mais crescem, a solução que nos é apresentada pela medicina é as drogas químicas que em curto prazo resolve o problema, ou o mascara, porque na realidade é esse o objetivo do tranquilizante. 

A ansiedade cria em nós uma falsa imagem do mundo que vemos, começamos a ver ameaça em situações que na realidade são inofensivas. A nossa mente ansiosa cria o medo. 

Se conseguirmos nos desfazer da percepção do medo, o perigo desaparece imediatamente. Assim como a depressão é anormal e prejudicial o medo também  como ansiedade que se generaliza vai nos consumindo a alma. Freud já dizia que nada é mais indesejável do que a ansiedade. 

Nossa mente não consegue se adaptar a ansiedade, porque o que tememos não é na verdade uma ameaça especifica.  Em casos como, por exemplo, de preocupações crônicas, todo o nosso sistema cerebral se envolve.  Não conseguimos saber o porque estamos ansiosos, mas ela está ali misteriosamente. 

Uma pessoa ansiosa sente um constante mau cheiro na periferia do seu interior, por mais que ela tente fingir que ele não existe ela sabe que ele está ali. E não tem como ataca-la como alguma coisa especifica, porque esse mau cheiro já se infiltrou em toda parte do nosso interior em nossa alma.
A nossa criação da realidade está totalmente distorcida. Não é nada especifico que causa a ansiedade.

 A pessoa ansiosa está sempre com medo  de alguma coisa, tem sempre uma nova preocupação, ou acredita que sempre tem uma nova ameaça rondando. 

A solução é aprender a não lutar contra o medo, mas deixar de identificar com seus medos.
O distanciamento é possível se a pessoa conseguir entender o que está tornando seu medo tão aderente. Mas para isso é preciso fazer algo que tenho falado muito aqui uma profunda e comprometida faxina interior. 

Tornarmo-nos conscientes sempre que a preocupação e ansiedade voltarem, porque é a repetição que faz com que o medo cole em seu sistema emocional. Então termos consciência do que está nos acontecendo é de fundamental importância para a cura, o simples fato de você conseguir se conscientizar que está entrando em um processo de ansiedade, já faz com que seu cérebro mude o foco. 

Mas se você acreditar na voz do medo porque sem duvida, o medo é convincente então ele tomará conta de você.  Ele nos excita nos lembrando de algo ruim em nosso passado, o que traz de volta a antiga reação. 

A cola que o medo tem nos mantém em silencio, por vergonha ou mesmo culpa, não temos coragem para falar dele, e assim ele cresce dentro de nós de forma silenciosa, como a violência que o gerou.
Por ser uma sensação ruim nós o empurramos para longe, mas os sentimentos que reprimimos permaneceram, tudo aquilo que resistimos tende a persistir.  O medo também nos incapacita de fazermos o que é preciso fazer, já que ele nos tira as forças, e nos sentimos fracas demais para reagir contra ele.

O medo tem inúmeros tentáculos e só vamos conseguir dissipar o medo se rompermos com a realidade que criamos. Desmonta-la é um trabalho que requer de nós a conscientização que somos o centro das nossas criações e, portanto que somos nós que criamos nossa realidade.

Seu comentário é importante para meu trabalho, deixe-o aqui.
Muito obrigado!
Fátima Jacinto 
Postar um comentário
Custom Search