Pesquise neste blog

sábado, 12 de abril de 2014

Acreditamos ser impossivel enfrentar nossos medos



Enfrentar nossos medos parece ser uma coisa quase impossível. Costumamos ficar tensos só em pensar na possibilidade. Eu entendo perfeitamente essa terrível sensação. Conheço profundamente o que é o medo porque já o experimentei em minha vida tanto e de tantas formas.

 Quero que saiba que não estamos sozinhos, você e eu, estamos acompanhados de toda a humanidade. O medo é onipresente. Todos o sentem. E descobri uma coisa todos sentem medo pelo mesmo motivo. A origem de todo medo é o desconhecido. Todos os nossos temores vem da incerteza que sentimos diante de algum fato, ou possibilidade. 

Não saber o que vai nos acontecer em seguida. Quanto mais incerto for nosso futuro, mais há o que temermos. É essa incerteza que se coloca entre a transformação que desejamos e sonhamos, e o que realmente conseguimos. 

O medo nos leva sempre esperarmos o pior, a duvidarmos da possibilidade do melhor.  Todo o medo tem a ver com a incerteza, com a nossa incapacidade de prever o futuro. 

Nosso cérebro prefere a previsibilidade, a certeza e o controle. Quando as coisas parecem incertas e não sabemos o que acontecerá em seguida, nosso cérebro tenta chegar a uma conclusão. Ele então escreve sua própria narrativa. E é ai que está o problema, porque essa narrativa é sempre muito imprecisa, e na maioria das vezes é também negativa. E são os nossos pensamentos negativos que criam as situações de ansiedade e incerteza em nós.

A negatividade é uma tendência nossa humanos. Todos nós nos lembramos mais das coisas ruins do que das boas. Por exemplo, sempre nos lembramos mais das coisas tristes que aconteceram em nossa infância do que das alegres e boas, em um relacionamento quando termina, nos lembramos das brigas e dos defeitos do parceiro, mas nos esquecemos dos momentos alegres e das qualidades que esse mesmo parceiro tem que nos atraiu para ele. 

Essa nossa tendência negativa influencia a maneira como vemos o futuro. Por causa dela somos inclinados a prever desastres, a tristeza, a destruição e o fracasso. E é isso que gera o medo que nos paralisa.

Mas quanto mais fugimos do medo maior ele fica. Quando tentamos evitar o medo estamos na verdade dizendo a nós mesmos “Isso é assustador”. Evitar o que nos aterroriza apenas reforça o nosso próprio medo, e permite que ele cresça e se torne ainda mais debilitante. 

Seu comentário é importante para meu trabalho, deixe-o aqui.
Muito obrigado!
Fátima Jacinto

Postar um comentário
Custom Search